Quer identificar uma pessoa mentirosa? Siga estes 6 passos

Quer identificar uma pessoa mentirosa? Siga estes 6 passos

Compartilhar:

Para fugir de problemas, críticas ou julgamentos, muita gente acaba mentindo ou distorcendo os fatos.

Com um olhar mais atento, porém, é possível sacar uma pessoa mentirosa de cara. Duvida? Os sinais surgem porque mentir não é algo natural para o cérebro, então o corpo reage de forma diferente da habitual. Siga estas 6 dicas:

  1. Preste atenção no jeito de falar e no tom da voz

As palavras revelam nossos pensamentos. Por isso, quando alguém mente, em geral a fala não está alinhada ao que a pessoa está pensando. O resultado é que as palavras começam a ficar embaralhadas, um sinal claro de que se trata de uma mentira. Em geral, a voz também fica trêmula, pois não há firmeza nem convicção naquilo que é dito. Além disso, a expressão facial não acompanha o discurso: a pessoa se diz preocupada, mas seu rosto não exprime inquietude, por exemplo.

  1. Desvio de olhar? Sim, mas nem sempre!

A maior parte dos mentirosos geralmente não consegue manter contato visual com o interlocutor. Se a pessoa for contar uma história para você, olhe bem no fundo dos olhos dela e perceba se ela fica desviando o olhar. Esses desvios são um indício de que ela precisa se concentrar na mentira que está contando. Por outro lado, há mentirosos que fixam excessivamente o olhar — como o cérebro precisa construir imagens mentais para formular uma narrativa, fixar em um ponto ajuda nesse trabalho de criação.

  1. Repare nas mãos e nos gestos

Podemos encarar a mentira como uma maneira meio torta de “escapar” de uma situação de “perigo”, certo? A mente sabe disso, então, consequentemente, o corpo tende a reagir de acordo com o “risco”. As mãos tendem a suar e a gesticular de modo mais rápido, por exemplo. Há quem passe a gesticular para combater o nervosismo e simular descontração, mas aí é o discurso que costuma entrar em pane. Às vezes, a pessoa até está mantendo contato visual e é firme nas abordagens, mas demonstra “desconforto” corporal em relação ao que diz, mexendo no cabelo ou tocando o rosto. E, da mesma forma que alguns recorrem a gestos para aliviar a tensão, outros apostam na rigidez corporal e tentam se manter imóveis para que a mentira passe despercebida.

  1. O rosto fica vermelho e a boca saliva mais

A face fica ruborizada, em especial, quando a pessoa é questionada sobre aquilo que está contando. E se você perceber que a pessoa está “engolindo seco” com frequência, é muito provável que ela esteja mentindo: isso ocorre porque quando estamos em alguma situação de alerta, nossas glândulas salivares tendem a produzir saliva de forma mais intensa.

  1. A história é rica em detalhes? Xi…

Como tentativa de darem veracidade à sua narrativa, é comum que os mentirosos enfatizem demais as minúcias para construir uma situação que transmita credibilidade. Na cabeça deles, os pormenores ajudam a tornar a lorota mais “real”. Experimente perguntar algo sobre a história uma semana depois: pode apostar que a pessoa vai se embaralhar toda. Quando contamos algo real, costumamos nos ater aos aspectos principais e não aos inúmeros detalhes. As pessoas que falam a verdade têm foco, pois abordam o que realmente é importante.

  1. Cuidado com as pausas longas

A falta de ritmo no discurso também merece atenção. Ao tentar se lembrar de tudo o que planejou falar, quem mente volta e meia faz algumas pausas associadas ao desvio de olhar — é o indicativo de que, na cabeça, está avaliando se o que fala soa coerente. Quando a história é real, a fala é mais fluida e solta.

Fontes: Alexandre Bortoletto, psicólogo, Trainer e Master Pratictioner na SBPNL (Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística); Guilherme Miziara, especialista em Comunicação e Oratória, do Rio de Janeiro (RJ); Mileine Vargas, especialista em PNL (programação neurolinguística), de Porto Alegre (RS), e Sonia Garcia, especialista em RH e diretora executiva da Universg Consultoria e Serviço, do Rio de Janeiro (RJ)

https://universa.uol.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *